Antes de mais nada, Schumacher explicou o motivo de comparecer a primeira corrida do ano – nas outras temporadas ele esteve mais presente no circuito europeu – como também estará na segunda prova da Malásia: “O principal motivo pelo qual estou aqui é que nós mudamos um pouco a organização, um número de novas pessoas em posições diferentes. Isso é o porquê de eu estar aqui e também de ir para Kuala Lumpur”, disse Schumacher para RTL.

Depois foi felicitar pessoalmente seu amigo Ross Brawn pela dobradinha histórica de sua equipe.  Afinal foram 88 de 91 vitórias e 7 títulos mundias conquistados ao lado do ex-diretor da Ferrari, além de serem compadres de pescaria.🙂 Michael disse para a TV alemã RTL que ficou surpreso mas nem tanto: “Pelos testes e pelo histórico eu diria que não foi uma surpresa, mas eles são como a Fênix que renasce das cinzas, ano passado eles chegaram a lugar nenhum e agora na primeira corrida eles conquistam tudo. Ross realizou um trabalho soberbo e eu fico feliz por ele.”

Ele também falou da má largada de Rubens Barrichello e a primeira curva que quase o eliminou: “Ele foi um pouco otimista. Ele provavelmente queria compensar a má largada. Isso é compreensível, mas você sabe que a primeira curva de Melbourne pode ser apertada e você tem que se segurar um pouco.”

Sobre as chances de título da BrawnGP serem maiores do que as chances da Ferrari: “Isso não pode ser excluído. Na verdade, ainda é a equipe Honda devido aos recursos do último ano que Ross tirou vantagem.  Eles tiveram um ano todo para desenvolver esse carro, e como não estavam lutando pelo campeonato ficaram à frente das grandes equipes. Especialmente devido às mudanças de regras tão significativas, eles concentraram todas as forças nesse carro. Essa é a consequência.”

Sobre a batida de Vettel com Kubica : “Ele (Vettel) estava no lado de dentro – ele não podia fazer seu carro se dissolver no ar,” disse Schumacher segundo o não tão confiável jornal alemão Bild. Embora Vettel tenha chamado a si mesmo de idiota pela batida no final da prova e ter se conformado com a penalização dos fiscais dizendo que é algo difícil mas você tem de aceitar.