Ayrton Senna

 

1984 – GP San Marino – Terceira ‘corrida’ de Ayrton Senna, correndo pela Toleman, carro TG-184 projetado por Rory Byrne . No GP de San Marino, Senna não se classificou para a corrida, algo inédito em sua carreira. A Toleman estava com dois motores quebrados, impossibilitando Senna de marcar tempos na sexta-feira. E no sábado caiu uma forte chuva, e ele ficou sem tempo registrado. Seu companheiro de equipe era Johnny Cecotto, piloto de motos que estava em seu segundo ano na F1. A melhor colocação de Cecotto na categoria foi um 6° lugar no GP dos Estados Unidos de 1983.

Na foto acima você pode ver Rory Byrne e Pat Symonds (com fones) à esquerda e o careca é o Brian Hart, responsável pelos motores turbo do carro.

1984 – GP Inglaterra – Décima corrida de Ayrton Senna, correndo pela Toleman TG-184. Durante os treinos acontece um acidente grave com seu companheiro de equipe Cecotto, ele sofre várias lesões nas duas pernas, marcando o fim de sua carreira na F1. Senna passou com seu carro no momento do acidente e viu a cena, e por isso a equipe Toleman não o obrigou a correr, mas mesmo assim ele se classificou em sétimo e chegou em terceiro lugar na corrida.

A grande maioria das pessoas que acompanha a F1 desde dessa época, deve se lembrar do GP de Mônaco, no qual ele ‘quase’ venceu a corrida. Porém o GP da Inglaterra veio a confirmar que Senna realmente era uma estrela, pois enquanto o GP de Mônaco foi interrompido um pouco antes da metade, no GP da Inglaterra, Senna levou seu Toleman até o final, completando 71 voltas.

Warwick, Lauda e Senna

Anúncios